terça-feira, 31 de agosto de 2010

Singela Sépala

                                             (cada um dos folíolos dos cálices das flores)

Céu cor de pêssego, assim como sua pele,
Lençóis de um azul pálido, se misturam a sua perfeita silhueta,
Seus louros cachos definidos pousam sobre o travesseiro, seus olhos,
Ainda fechados, me impedem de admirar suas íris que refletem, de forma
Singela, um azul cristalino, Seus lábios rosados de parte inferior
Carnuda e parte superior, delicadamente fina, faz beicinho, mulher de boca formato cereja, me parece até que mandas beijos pra mim enquanto dormes. E quando esses lábios se abrem em sorriso,
Sou incapaz de descrever a simetria perfeita do mesmo. "És minha agora",
Lembro-me de ter dito isso enquanto teus seios de mulher, despidos, se apertavam
Contra meu peitoral masculino, minhas mãos já envolviam seus quadris, meu suor e seu suor
Agora estavam difundidos em um só. Sua língua, meus lábios, seus lábios, minha língua.
Seus olhos me fitam agora... "Eu te amo, eu te amo, eu te amo", parecia me dizer
Cada batida do seu coração, um cigarro, um  cochilo, cachos que cheiram a pêra, sua coxa,
Minha perna, meu calor, seu calor , janela fechada, janela aberta, roupão, poltrona, whisk,
Papel, caneta, epifanias, outro cigarro, Você...

                                                                                          
Pseudo:. Justin Kedson. (Gabriela Duarte)

Os defeitos dos nossos pais

Dizem que toda roupa veste o nu

Que onde estás é o seu ressinto

Quem tem fome, até come cru

Mais ninguém sabe tudo que sinto



Dizem que a vida é rápida e que devemos aproveitar

Se aproveitarmos, eles nos mandam parar

Compram sua casa, roupa e comida;

Teu caráter, verdade e tua alma bandida



São sem erros, é tudo engano

Como enxergar a perfeição

Se sempre somos segundo plano?



Manda quem pode, obedece quem tem juízo

Não faça o que eu faço mais faça o que digo

Ame sua casa, ela é seu abrigo

Sou eu quem decide quem é apto a ser seu amigo



Namoradas? É só se eu quiser

Dinheiro? É só quando eu lhe der

Mesmo acertando sempre estou errando

A vida é assim, é assim que a vida é


Talvez eu não seja eu, seja quem você deseja

A mão que te bate e acarinha, também te maneja

E apesar de tudo, te amam de mais

Apesar de tudo, eles são seus pais...

Jean Lacerda