sábado, 3 de maio de 2014

A eternidade é um instante.



No exato momento em que desejamos de coração que algo permaneça pra sempre,
Sem perceber já estamos o tornando eterno.
Infinito é tudo aquilo que está fora de tempo, é oque não está compassado no relógio,
É aquele momento em que não sabemos quanto tempo se passou. É aquilo que nos proporciona diversas sensações: As delícias do ser, do amar e ir ao mar, do estar ali ou voando.  É Aquele abraço que dura quente e calado.
É Aquele olhar comprido que invade a gente numa tarde qualquer. É Aquele aconchego no colo dos pais. É o ápice do desejo que te leva a quase morte.

É Aquela frase que não dissemos em palavras. É Aquele prazer egoísta de permanecer, pra sempre, naquele instante. De levar consigo o pôr-do-sol, o cheiro, a lua sorridente. De gravar em si a voz, a música, de ser o tom e dançar em sintonia sem perceber.


Gabriela Duarte.